SINERGIA

Justificativa

 
 

O Instituto dos Arquitetos do Brasil - Departamento Rio de Janeiro e o Instituto Nacional de Eficiência Energética,respondendo a uma iniciativa do SINERGIA - Sindicato Interestadual das Indústrias de Energia Elétrica, estão organizando um Painel a ter lugar no Auditório do IAB-RJ, nos dias 15 e 16 de abril de 2014, para possibilitar a apresentação e o debate de temas relacionados ao uso mais eficiente de energia elétrica no contexto arquitetônico e urbanístico.

O uso de energia pelo homem, apesar de indispensável para qualquer atividade, traz, necessariamente, efeitos negativos tanto para a economia quanto para o meio ambiente. Usar bem a energia, com um mínimo de desperdícios éportanto, da maior importância.

Ao longo da história, os equipamentos e processos consumidores de energia tem se tornado, de um modo geral, cada vez mais eficientes. Ações para aumentar a eficiência, no entanto, não se resumem à mera troca de equipamentos e processos. Precisam ser acompanhadas de práticas e usos adequados, tendo as soluções de arquitetura e urbanismo grande importância na medida que suas intervenções permanecem por muitos e muitos anos.

É relativamente recente a tomada de consciência das questões energéticas e ambientais: foi a partir das crises do petróleo que se fixou a percepção de que o uso dos recursos naturais pelas sociedades modernas já se aproximam dos limites da capacidade do planeta absorver seus efeitos indesejáveis.

Os recentes fatos atinentes ao setor elétrico brasileiro, tanto no que diz respeito às limitações de oferta quanto ao grande aumento de custos decorrentes da instabilidade do regime hídrico, reforçam a importância da abordagem dos temas que comporão o Painel Arquitetura e Eficiência Energética.

Nesse evento, a partir de uma conceituação holística de eficiência energética,os painelistas focalizarão alguns temas, sobre os quais têm se dedicado a estudar, e que se revestem de importância crescente para as cidades e para as instalações prediais.

  • Etiquetagem, Medida e Verificação de Resultados e“Retrofits”
    O programa brasileiro de etiquetagem de edificações - PDE Edifica (INMETRO) - padroniza a apresentação de informação de desempenho energético para edificações desde 2009. Esta classificação de Eficiência Energética de edifícios, deve gerar uma demanda por trabalhos de “retrofits” para os arquitetos, na medida que esta informação venha a influenciar o valor dos imóveis, como já se observa em países em que a etiquetagem é obrigatória.

  • Conforto Térmico
    A garantia do conforto térmico ambiental é talvez o principal desafio aos arquitetos e urbanistas pois os materiais do envelope, aproveitamento da iluminação e ventilação natural, orientação do prédio e adequação dos equipamentos de produção de frio/calor podem ter enorme variação.


  • Geração Distribuída
    A geração elétrica do Brasil, tem se desenvolvido, desde meados do século XX, a partir de unidades de grande porte, situadas longe dos centros de carga, necessitando de longos sistemas de transmissão que consomem até mais de dez por cento da energia gerada. Aos poucos diversas formas de produção de eletricidade perto da carga (a chamada Geração Distribuída) vão ganhando importância e oferecem alternativas interessantes para serem adotadas pelos urbanistas e arquitetos.


  • Carros Elétricos e as Edificações Modernas
    Carros de uso individual ficam parados mais de 90% do tempo em residências, garagens e outros estacionamentos. Os carros elétricos, novo paradigma de acionamento, vão ficar ligados à rede elétrica enquanto estiverem estacionados para recarregarem suas baterias. Como a energia acumulada nessas pode ser “devolvida” à rede, nessa condição os carros deixam de ser um meio de transporte para se transformarem em sistemas auxiliares da rede elétrica, melhorando a qualidade do suprimento pela concessionária.

O evento constará de três palestras que visam levantar os principais temas e provocar debates com os participantes, devendo os painéis serem moderados porrepresentantes convidados pelo IAB-RJ

Sobre o INEE

Criado em 1994, o INEE promove e desenvolve ações para racionalizar a utilização da energia, desde das fontes primárias até seu uso final. Em sua atuação, o INEE procura contribuir para eliminar imperfeições de mercado que levam ao desperdício de energia. Para melhor conhecimento sobre as atividades do INEE ver a homepage: www.inee.org.br

Sobre o SINERGIA

O SINERGIA - Sindicato Interestadual das Indústrias de Energia Elétrica é uma entidade patronal, com atuação abrangente sobre grande parte do terriório nacional e que tem entre suas filiadas empresas encarregadas da geração, transmissão e distribuição de eletricidade.

No intuito de contribuir para o maior conhecimento e a discussão de temas atinentes à sua finalidade, o SINERGIA vem promovendo desde 2003, encontros técnicos em vários estados da Federação, para permitir a divulgação de informações aos diversos setores de atividades que utilizam a energia elétrica e realizar debates sobre os temas escolhidos.

Dentre os temas visados em suas iniciativas, destacam-se a Universalização dos Serviços de Eletricidade, com ênfase no Programa Luz para Todos; a Análise Evolutiva da Matriz Energética Brasileira; Contribuições do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento no Campo da Energia e Caminhos para a Integração Energética na América do Sul, como pode ser visto em mais detalhes na homepage da entidade: www.grandesinergia.org.br